Salzburg & Couchsurfing

Plano bomba, portanto tenho que estar em Pfozheim só na Segunda-Feira, e é Quarta-Feira. Ficar em Munique tanto tempo não é para mim, pensei. Vou só ali a Salzburg e depois volto tudo para atrás, afinal de tudo não pago o transporte.

E assim foi, em Salzburg não tinha ninguém então optei por usar a ferramenta Couchsurfing , felizmente tive uma resposta positiva num instante!

Casa: check 

Pus malas às costas na Quinta-Feira de manhã e lá fui eu.

A sorte está sempre à minha porta, as boleias têm sido fáceis de apanhar com pessoas muito simpáticas que me deixam no destino mesmo tendo que fazer um pequeno desvio.

Cheguei a Freilassing, cidade que faz fronteira com Salzburg que é a minha casa nos próximos 3 dias. Hans o meu hostsurfer foi-me buscar ao Macdonalds de carro mesmo morando apenas a 500 metros!

O Hans, neste post vou falar muito dele, foi o que ”fez valer a pena” a ida a este cantinho da Austria.  Com os seus 63 anos, com mais de 200 pessoas recebidas em sua casa e mais de 40 países visitados é um amor de pessoa, dá tudo o que tem aos seus ”guests”.

Na primeira noite vimos um filme, nada percebia porque aqui na Alemanha é tudo dobrado, mas a companhia era o mais importante.

Deu-me a chave e fez-me sentir em casa, e estava sempre a dizer ”If you don’t ask you don’t get” (Se não pedires não terás).

Acordei, tinha pão fresco à minha espera na cozinha, com fruta e 2 barras de cereais… incrível. Tomei o pequeno-almoço e saí para ir desvendar a cidade.

Uma pequena cidade conhecida pelo nascimento de Mozart e que na verdade parece feita de legos como já dizia uma amiga minha.

Subi, Subi e Subi até chegar ao topo da colina quando sou maravilhada por estas montanhas que me cortaram o ar, deitei-me na relva fechei os olhos e aproveitei aquele sol de inverno.

Sábado

O Hans levou-me a passear disse-lhe que queria ir ver natureza que já estava farta de cidade, ele sem hesitar disse que me levava a uma mina de sal e depois íamos a um lago, Konigsee. Não há palavras para descrever esta bondade, depois de um mega-pequeno almoço lá fomos!

Esta imagem vale por mil palavras!

Danke Hans!

29/10/2016

Marta Durán

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *