Lisboa-Newark

É uma sensação estranha estar de novo num avião sozinha, desta vez o tempo demora mais a passar, afinal são 8h de viagem. E é incrível em como num dia estás no outro lado do mundo, num outro continente.

Vamos ser sinceros, afinal a América não é assim tão longe.

Acho que ainda não me mentalizei que por aqui vou ficar 3 meses, apenas vim. Mas tenho um feeling que tudo irá correr bem.

Nada me assusta, a verdade é que insisto em procurar a minha felicidade, e faço tudo por isso. Gosto de ser feliz, gosto de ver os outros felizes e quando são os meus  ”amados” ainda melhor. Quem não gosta?

Acho que em parte a vida é isso, uma busca continua pela felicidade, aqueles que se atrevem a lutar por ela, a conquistá-la são super-heróis.

Já no outro dia falava com um amigo, há uma enorme vontade de salvar o mundo, salvar a vida humana, eu própria a tenho. Mas primeiro temos que nos salvar a nós próprios, uma luta diária, mas se nos salvarmos a missão está cumprida e dessa forma mudarás vidas e o desejo de ”mudar o mundo” está mais perto. Basta começarmos por nós próprios.

img_0051

Lá cheguei a Newark.

E já me tinham avisado, que ia ser parada na fronteira porque vou ficar 3 meses. Bem dito bem feito.

Ia toda sorridente mas não valeu de nada!

Entrei na sala era eu uns 20 chineses, 10 mexicanos e uns tantos russos. Senti-me uma traficante de droga ou uma emigrante ilegal. Começou logo o meu filme, os polícias tal e qual como na televisão. Lá esperei 1h e tal até que me chamaram e fizeram as perguntas às quais já tinha resposta para tudo.

Primeira vez na América?

O que vens cá fazer?

Onde vais ficar?

Quanto dinheiro trazes? (como se tivessem muito a ver com isso)

Depois lá me deixaram ir!

Yeayyyy CHEGUEI!!!!

 

14.01.2016

Marta Durán

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

1 comment